Eu insisto no amor porque acredito nele. E não sou pessimista. Me quebrei uma vez, duas, três? Azar. Acredito sempre.
Clarissa Corrêa    (via segredou)